'/> CETADEB Londrina - Califórnia. Teologia ao alcance de todos. Básico, Médio e Avançado.: Julho 2015

04 julho 2015

Militantes gays mudam o conceito da palavra casamento

É impossível não pensar em mudar o sentido das palavras sem se lembrar do livro 1984 de George Orwell. Nesse ótimo livro sobre a implantação do socialismo/comunismo, o Estado Totalitário tem a liberdade de mudar o conceito das palavras. Essa mudança recebe o nome de novilíngua e tem como função modificar a estrutura lingüística do signo, significante e significado.
Vamos usar o signo casamento como exemplo. Percebemos que ele representa a união entre o som (significante) e o conceito ou pensamento (significado), dessa forma antes da novilíngua tinha como padrão o casamento entre um homem e uma mulher nos dicionários:
Casamento s.m. União que, efetuada de modo voluntário e entre duas pessoas, é sancionada de acordo com a lei, dando origem a uma família. Cerimônia, civil e/ou religiosa, em que se celebra a ação do casamento.União entre um homem e uma mulher e sua relação conjugal.
Porém, os militantes gays,  através muita astúcia, mudaram esse conceito para a “união entre duas pessoas”. E assim, a forma tradicional e correta desaparecerá, restando apenas o conceito da novílingua validando qualquer tipo de casamento. Inclinando o coração para o reino da diversidade do cristo cósmico Baha’u’llah, o dicionário Michaelis, já se preparou para a nova era:
ca.sa.men.to sm (der de casar+mento, como esp casamiento) 1 Ato solene de união entre duas pessoas; casório, matrimônio. 2 Cerimônia que celebra vínculo conjugal; matrimônio.
“Vislumbro” o futuro da humanidade, pois em um futuro próximo o dicionário mudará para : “ca.sa.men.to – 1 Ato solene de união”. Isso mesmo! Retira-se se o termo “pessoas”, assim teremos a união estável entre homens e animais…Ora, se eles distorceram a Bíblia agora não terão mais limite algum.